História

A Mina de São Domingos é uma aldeia portuguesa e alentejana, situada no Distrito de Beja, Concelho de Mértola, Freguesia de Corte do Pinto. É, além disto, uma aldeia mineira criada a partir da exploração moderna do depósito mineral que se desenvolveu, oficialmente, entre 1858 e 1966.

Na mina chegaram a laborar 3.000 trabalhadores. Eram 7.000 as pessoas entre trabalhadores e suas famílias que dependiam da mina.

Com o seu encerramento definitivo pelos ingleses, em 1968, grande parte da população passou-se para outras terras à procura de trabalho e pão. Para a França, Bélgica, Suíça, para a Grande Lisboa.

Sacavém, Prior Velho e Camarate, tornaram-se rapidamente em grandes polos de migração das gentes de São Domingos e povoações limítrofes, atraídos pelo facto de também aqui existir uma Empresa – Fábrica da Loiça de Sacavém, de características similares à Manson and Barry empresa exploradora da mina em São Domingos.

Com o apego ao copo de vinho e ao cante alentejano que transportaram, o pessoal andava por aí, juntava-se nas ruas, mas, sobretudo nas tabernas, onde o cante alentejano sempre marcava presença.

Veio então a ideia de formar uma Colectividade. Em Setembro de 1973 organizou-se um jantar na Casa do Alentejo, em Lisboa, e a ideia arrancou. Foi alugada uma loja num piso térreo de um prédio com vários andares. Com um espaço ao seu dispor, os “velhos mineiros” passara a ter onde conviver.

 Porém, a constituição da Liga e a aprovação dos seus estatutos enfrentaram diversas adversidades. Constituir uma Colectividade de cariz alentejano no tempo do Estado Novo, foi entendido pelas autoridades repressivas como uma ameaça.

- Para a possível efectivação do encontro aqui realizado (na Mina) em Junho de 1973, foi necessário um esforço insano da referida Comissão, que não deixou de experimentar várias dificuldades ao longo dos seus trabalhos preparatórios, entre as quais salientamos a vergonhosa intervenção da ex-pide DGS, destacando 2 agentes daquela sinistra organização, para o local onde efectuamos uma reunião, receando positivamente a força que somos, quando unidos, e em defesa de uma causa justa, em defesa dos interesses da maioria, em defesa do povo. – Lê-se numa intervenção escrita por orador não identificado em Assembleia realizada na Mina no dia 29 Março de 1975.

Os Estatutos, não obstante terem sido enviados ao Governo Civil do Distrito de Lisboa em 27 Novembro de 1973, foram aprovados somente após a Revolução de Abril, em 15 de Abril de 1975.

Noticias:


Para comemorar o 2.º aniversário da classificação do Cante como Património Imaterial da Humanidade, a Liga dos Amigos da Mina de São Domingos promoveu em Sacavém, no dia 05 Novembro de 2016, a iniciativa.

TRIBUTO AO CANTE ALENTEJANO.